"NADA NOS DEIXA TÃO SOLITÁRIOS QUANTO OS NOSSOS SEGREDOS" - Paul Tournier

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Lapso bipolar

Engraçado, estava procurando pela minha receita dos óculos e acabei achando mil outras coisas que eu não estava procurando. Bem, no meio dessas mil coisas encontrei cartas. Muitas cartas *-* Cartas de amigas, ex-colegas de classe do curso (Lari sua linda, sdds), cartas de professores, cartas esquecidas no tempo... A maioria, não falam mais comigo hoje, outros foram embora, outros casaram (Ana amada <3) e fora embora, enfim...
Em todas as cartas, duas palavras se encontram : "te amo". EM TODAS.
*-* Achei tão fofo isso, que enquanto eu lia, comecei a chorar, bateu aquela nostalgia de novo e chorei largada. HAHAH

Estava pensando sobre o "valor das palavras". Certo dia o Kaue me disse que eu pareço ser o tipo de pessoa que se encanta e apega nas palavras, mesmo que as atitudes da pessoa não correspondam com o dito, eu tenho a tendencia a levar mais em consideração as palavras. Isso lá bem é verdade se eu for parar pra analisar.
Eu me sinto vazia, e sinto saudade de ouvir palavras que já ouvi em outrora. Não é algo que dê pra explicar, é só uma solidão e um vazio sem tamanho. São milhões de boas atitudes, pessoas que se importam, mas nenhuma palavra que me confirme que é o que eu acho.
Por isso que acho que ainda tenho medo. Por isso que não me perdi em sentimentos, nem me derramei em declarações. As vezes parece que estou, mas as vezes o vazio leva a melhor de mim, e eu só fico observando o nada. Eu não consigo mais oferecer qualquer coisa, porque não há mais nada aqui a se oferecer.
Nem mesmo palavras. Não consigo.
Não sei o que é. Na verdade, de certa forma estou bem, estamos. Acho que são pensamentos inoportunos. O desejo de ouvir algo, que fui alertada que não seria dito. Ninguém me entenderia, mas eu me entendo.
Eu sou feita de palavras, e por isso preciso delas. Mas até agora, as palavras (suas) me aconselham, me confortam, me cativam, mas não me dizem "eu te amo". Então, como é isso, estar com alguem sem amar?
estar somente por sentir confortável, bem, seguro.. Isso me deixa confusa.
E de certa forma... me deixa um tanto vazia. Porque eu sei melhor que ninguem, que eu realmente valorizo muito as palavras, tanto quanto valorizo atitudes.

Dai tive mais um lapso bipolar (estranho, porque até estou feliz, sei la), e no final das contas, não achei a receita dos meus óculos. ai ai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário