"NADA NOS DEIXA TÃO SOLITÁRIOS QUANTO OS NOSSOS SEGREDOS" - Paul Tournier

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Refúgio.

Fiquei tanto tempo sentada, parada com a caneta na mão, olhando o nada... sentindo a brisa leve que soprava no campo e deixava meus cabelos bagunçados.
Aquela paz, que há tanto tempo não sentia, me preencheu. Tomou conta de mim.
Eu olhava para aquela campina extensa à minha frente, a floresta densa que se seguia após ela, e via aquele céu limpo, com nuvens em formas de desenhos, e aquele pôr-do-dol magnífico. Eu queria escrever... mas palavras não conseguiam descrever aquele pequeno momento.
...
Passado algum tempo, desci a caneta decidida a escrever, sem saber ao certo o que. Deixei que a caneta guiasse minha mão.
"Sentir essa brisa, e toda essa felicidade faz com que eu acredite cada vez mais que Deus me quer... me ama. Tanto me ama, que proporciona esses momentos, por vezes, exclusivos a mim.
Sinto como se Deus estivesse bem aqui, segurando minha mão e guiando minhas palavras.
Soprando o vento pela campina... fazendo com que esse sol desca preguiçosamente através das árvores, pintando uma perfeita obra de arte, para mim. somente para eu apreciar.... Somente para que EU veja o que ele pode fazer para que eu acredite que ele me ama. e Ele me ama, sem dúvida.
. E, cada vez que fecho meus olhos quero agradecer por cada amanhecer. E de fato, de coração, começo a agradecer, pelo lar de paz, pela família maravilhosa, pelos amigos leais, pela comida de cada dia, pela saúde perfeita, por tudo que Ele tem me permitido ter, sentir, ver, ouvir....
Fico feliz por saber, que posso me refugiar em Seus braços, e que Sua palavra virá me confortar. e que Ele, jamais me virará as costas..."

Eu ainda estava de olhos fechados, quando senti que Mr. AS (rs, sim é você sz) se aproximava... ele se manteu em silencio, sentou-se ao meu lado com a cesta de lanche aos nossos pés, e começou a fazer cafuné em mim, enquanto eu tentava voltar meu foco para o que estava escrevendo.

" Hoje, apesar de todas as decepções que tive, percebi que tudo que dá errado é porque há uma lição a ser aprendida... e que tudo que pude aprender com os erros, mesmo que fossem dos outros, eu aprendi. E de todo o coração, agradeço, porque consegui superar cada barreira, e cada pequena coisa que me fazia infeliz. E justamente pelo fato de que o Senhor nunca se afastou de mim, hoje cada pedacinho vazio em mim já foi preenchido.
Obrigada Senhor Deus, por tudo que tenho, por tudo o que sou, pelo esforço que terei de fazer pelo que quero, e por quem serei. Obrigada por andar ao meu lado.
e Obrigada pelo amor que apareceu, para caminhar comigo, nessa jornada tão difícil.
que sejamos Luz um para os pés do outro. Para que nunca possamos vir a tropeçar. e se um dia, vier a acontecer, que nos ajudemos então a ficar de pé.
Deus, eu te amo ."

Assinei a cartinha, rasguei a folha do caderno, começei a escalar a àrvore... A certa altura, coloquei a folha em um dos ramos da grande árvore e desci. O sol já havia se posto, e o céu estava pouco iluminado. Lembrei do livro "crepúsculo", e sorri.
Sentei sobre o lençol que Mr.AS havia trazido, cobri-me com a colcha, e servi-me de uma xícara bem cheia de chocolate quente.. Encostei minha cabeça sobre seu ombro, e ele voltou a me fazer cafuné.

"Eu te amo sabia?" eu lhe disse
Ele sorriu " eu sempre soube...só fiquei esperando que um dia você percebesse isso". ,e deu um carinhoso beijo na cabeça, e continuou com seu cafuné.

Perdi a noção do tempo. Sei que a lua cheia mostrou-se no céu, as demais pessoas foram chegando... Eu estava feliz por ter tido aquela tarde maravilhosa... Me perguntaram porque eu parecia diferente... eu simplesmente sorria.... Aquilo era Meu.
E ia ficar guardado pra sempre. sempre. sempre.

é.. eu consegui. a paz que eu tanto procurei... aqui, no meu refúgio, dentro de mim, eu encontrei.

---
soul sister - Train

Nenhum comentário: